sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Ciclo de Cinema: LAMARCA

QUANDO - quinta-feira, 05 de novembro
ONDE - Auditório da Biblioteca
O QUÊ - Ciclo de Cinema II: O cinema revisto pela História - Ditadura e Resistência no Brasil (1964-1985)
DEBATEDOR - Prof. Mário Maestri


LAMARCA (1994)
Gênero:
Drama
Duração: 130 m
Tipo: Longa Metragem/Colorido
Distribuidoras: Sagres, Paramount Pictures do Brasil
Produtoras: Morena Filmes, Produção de Cinema Filmes
Diretor: Sérgio Rezende
Roteiristas: José Emiliano, Miranka Oldack, Alfredo Oroz, Sérgio Rezende
Elenco: Paulo Betti, Camilo Beviláqua, Roberto Bomtempo, Carla Camurati, Anna Cotrim, Nelson Dantas, José de Abreu, Eliezer de Almeira, Jurandir de Oliveira, Enrique Díaz, Marcelo Escorel, Deborah Evelyn, Luiz Maçãs, Selton Mello, Ernani Moraes
Sinopse: Drama que acompanha os dois últimos anos da vida do Capitão Carlos Lamarca (Paulo Beti), desde o momento em que decide fazer uma opção radical pela revolução armada no auge da ditadura militar, enviando a mulher e os filhos para Cuba, e desertando do Exército, até sua morte em 1971.



quinta-feira, 29 de outubro de 2009

AHR: alunos de História além da sala de aula

No período em que Arquivo Histórico atua, e dentro de sua área de trabalho, sempre esteve mais ligado às atividades de salvaguarda, conservação e reparos das obras sob seu cuidado, além da disponibilização das mesmas para pesquisa. Entretanto, nestes últimos anos, também tem ampliado seu leque de atividades, como são exemplos as oficinas voltadas para escolas de ensino fundamental e médio e, a partir do final de 2008, o desenvolvimento de um projeto de divulgação de seu acervo através de textos rápidos e informativos a respeito da história de Passo Fundo e região por intermédio do Jornal O Nacional. E foi com esse intuito que, que o Arquivo levou aos alunos do Curso de História da UPF a possibilidade de participarem com textos próprios da publicação no jornal como também na página virtual do AHR.
Para o graduando do 4º nível, Lucas Alves, "a iniciativa foi importante porque gerou mais interesse por parte dos alunos em relação aos documentos por ter que ir ao Arquivo pesquisar e, também, ter esses espaços para a publicação de seu trabalho" Para Luciana Aita Ost "é uma forma de incentivar os estudantes para a pesquisa histórica, para se expressarem e escreverem mais e desde já de acordo com fontes, pois isso é imprescindível para os futuros professores/historiadores". Segundo os alunos também é uma experiência profissional.

Lançamento: História Geral do Rio Grande do Sul - Povos Indígenas

O quinto volume da coleção História Geral do Rio Grande do Sul - Povos Indígenas, organizado pelos professores Arno A. Kern, Maria Cristina dos Santos e Tau Golin, será lançado em breve, durante a Feira do Livro de Porto Alegre.

"Persiste na sociedade sul-rio-grandense um desconhecimento muito grande em relação às vicissitudes históricas de muitos dos grupos indígenas que colaboraram em sua formação. Torna-se necessário uma tomada de consciência em relação ao seu legado histórico, para chegar-se a uma idéia da sua formação intelectual. As imigrações, espontâneas ou forçadas, tiveram as mais variadas origens: asiáticas, africanas, européias. É importatne que a sociedade contemporânea tenha consciência desse longo processo histórico par que possa se compreender inserida nele, em sua última, relativa e transitória etapa. Dessa maneira, entederá sua situação existencial". (Texto da Apresentação, de autoria de Arno A. Kern, Maria Cristina dos Santos e Tau Golin)

Todos os volumes estão à venda com desconto especial para professores e estudantes na secretaria do PPGH.

Grupos de pesquisa e estudo... inscrições até sexta!

Até o dia 30 de outubro estão abertas as inscrições para os grupos de estudo e de pesquisa. Informações diretamente na Coordenação do Curso.

Também está aberta até o dia 30 a votação para o logo da camiseta do curso. Para votar deixe seu comentário acerca do modelo preferido na postagem CAMISETA DO CURSO.

PARTICIPE!!!!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Que venha Lamarca!!!



Hoje mais uma sessão do Ciclo de Cinema foi realizada. Com a projeção do filme/documentário Cabra Marcado para Morrer o tema da organização e luta camponesa, assim como da repressão e violência foram debatidos. Sob coordenação do prof. Paulo Zarth o instigante filme trouxe à tona questões que ainda revelam-se presentes na cultura e sociedade brasileira.

A próxima sessão -dia 05 de novembro - terá como eixo de discussão o filme Lamarca e o debate estará a cargo do prof. Mário Maestri. Que venha Lamarca!!!!

Conferências confirmadas!


As conferências de abertura e encerramento do III Seminário de História Regional, promovido pelo PPGH, tiveram suas temáticas definidas.

No dia 12 de novembro a profa. Sandra Maria L. Brancato (PUCRS) discutirá a temática dAs relações Brasil/Argentina durante a Segunda Guerra Mundial e o equilíbrio regional.

Já na sexta-feira o tema desenvolvido pelo prof. Vitor Necchi (PUCRS) será Mídia e identidade gaúcha: A invenção da superioridade.

As inscrições estão abertas, participe!!!!

INSCRIÇÃO DE COMUNICADORES - até 03 de novembro

terça-feira, 27 de outubro de 2009

EXPOSIÇÃO PEDAGÓGICA Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo

Encontra-se para visitação, no prédio B4 do IFCH, a exposição pedagógica Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo, organizada pelos professores Graciele Rene Ormezzano, professora-pesquisadora da graduação e pós-graduação da Faculdade de Artes e Comunicação e da Faculdade deEducação da UPF; Jacqueline Ahlert Arenhart, professora de Artes da St. Patrick e do Curso de Artes Visuais da UNOESC e pesquisadora do Núcleo de Documentação Histórica do Mestrado em História da UPF e Tau Golin, jornalista e professor- pesquisador da Faculdade de Artes e Comunicação e do Curso e Mestrado em História da UPF.
A mostra Sítio Arqueológico São Miguel Arcanjo: exposição pedagógica dimensiona a espacialidade da redução de SÃO MIGUEL ARCANJO, declarada pela Unesco como patrimônio da humanidade em 1983, devido aos seus aspectos históricos, arquitetônicos, artísticos e culturais.
A exposição apresenta a ocupação do espaço do sítio Arqueológico São Miguel através de mapas, desenhos, fotografias e textos explicativos sobre o plano arquitetônico e as atividades organizadas na redução, com ênfase na produção artística escultórica. Os aspectos estruturais e seus desdobramentos internos estão destacados na exposição, que, entre outros objetivos, retende que o público compreenda a organização do espaço e o modo de vida missioneiro.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Ciclo de Cinema: Cabra Marcado para Morrer


Cabra Marcado para Morrer

Gênero: Documentário
Diretor: Eduardo Coutinho
Ano de Lançamento: 1985
País de Origem: Brasil
Elenco: Elisabeth Teixeira e família, João Virgínio da Silva, Habitantes de Galiléia (Pernambuco)
Narração: Ferreira Gullar, Tite Lemos e Eduardo Coutinho

Sinopse: No início da década de sessenta o líder camponês João Pedro Teixeira é assassinado por ordem de latifundiários de Pernambuco. As filmagens de sua vida, interpretada pelos próprios camponeses, foram interrompidas pelo golpe militar de 1964. Dezessete anos depois o diretor, Eduardo Coutinho, retoma o projeto e procura a viúva Elizabeth Teixeira e seus dez filhos, disersados pela onda de repressão que seguiu ao episódio do assassinato. O tema principal do filme passa a ser a trajetória de cada um dos personagens que, por meio de lembranças e imagens do passado, evocam o drama de uma família de camponeses durante os longos anos do regime militar.

QUANDO - quarta-feira, dia 28 de outubro
ONDE - Auditório da Odontologia
O QUÊ - Ciclo de Cinema II: O cinema revisto pela História - Ditadura e Resistência no Brasil (1964-1985)
DEBATEDOR - Prof. Paulo Zarth


Filme "Cabra Marcado Para Viver", homenagem à Eduardo Coutinho com trechos do filme "Cabra marcado pra morrer"

Publicação: Universidade, Filosofia e Cultura

Professores de Filosofia da UPF lançam livro comemorativo aos 50 anos do curso:

"O curso de Filosofia da Universidade de Passo Fundo comemora seu cinquentenário. Em sua trajetória, foi consolidando princípios tais como o pluralismo filosófico, a ênfase na pesquisa e no cuidado pedagógico. Por ocasião desta data, nada melhor do que, para homenageá-lo, propormos uma celebração regada à reflexão em torno de temas que a filosofia historicamente foi chamada a contruibuir e sobre os quais muito tem a oferecer no contexto atual.

Os autores, professores ligados à história do curso ou diletos colaboradores intelectuais, nos brindam com reflexões articuladas em torno do eixo filosofia, universidade e cultura. Dentro de tal eixo, duas perguntam fundamentais motivaram o livro: 1) Como a universidade pode ser situada diante do paradoxo de um conceito clássico de formação que não dá mais conta dos desafios dos tempos atuais, mas, por outro lado, demanda uma urgente atualização? 2) Que contribuições a filosofia pode trazer a esse desafio de repensar a idéia de formação da universidade? As partes constitutivas desta obra procuram, de alguma forma, enfrentar tais questões". (Orelha do livro)

A obra, organizada pelos professores Angelo Cenci, Altair Fávero e Gerson Trombetta (PPGH), publicada pela Editora UPF pela Série Filosofia, está sendo vendida a preço de custo pelo professor Gerson (R$ 15,00).

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

PPGH define o próximo edital de seleção



O Colegiado do Programa de Pós-Graduação em História da UPF, em reunião nesta quinta-feira, discutiu questões gerais para o curso e definiu as regras para o próximo Edital de Seleção para o Mestrado.

Em breve o Edital estará disponível no site do PPGH.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Camiseta do curso...

Estamos colocando em votação o logo para a camiseta do curso. A decisão se baseará nos comentários dos alunos feitos a partir do BLOG (link abaixo).

Aguardamos sua manifestação sobre o logo a ser escolhido!!!

Para ampliar, clique na imagem!

MODELO 1 MODELO 2


MODELO 3 MODELO 4

LICENCIATURA EM HISTÓRIA



Quem é o professor de História? É o profissional que, através da prática mediadora promove a interpretação histórica, auxilia na compreensão de quem somos.

Nesse sentido, o Curso de Licenciatura em História da Universidade de Passo Fundo, oportuniza atividades de ensino, pesquisa e extensão, nas diversas dimensões da formação profissional, favorecendo a constituição de liderança pedagógica e autonomia intelectual na profissão docente, articulando-se aos movimentos socioculturais em geral, assim como aos da sua categoria profissional.


Perfil do profissional:

  • Consistente formação histórico-cultural;
  • Capacitado a atuar no ensino fundamental e médio;
  • Habilitado a análise e síntese dos processos históricos;
  • Domínio das tecnologias aplicadas à área, tanto para a docência como para pesquisa;
  • Competente ao reconhecimento e a valorização dos bens culturais, materiais e imateriais, do lugar onde está inserido, dinamizando políticas e práticas de educação patrimonial.


Dentre as áreas de atuação do profissional desta-se:

  • Ensino fundamental e médio;
  • Instituições de pesquisa;
  • Consultoria (órgãos públicos, empresas de comunicação, escolas, casas de cultura, editoras);
  • Assessoria ou trabalho permanente em arquivos e museus;
  • Educação patrimonial;
  • Estudo e pesquisa histórica empresarial.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

II Encontro do GT de História Agrária

O encontro é direcionado a estudiosos da História Agrária do Rio Grande do Sul que tenham como ênfase essa problemática, e a demais interessados em discutir temas como estrutura agrária, campesinato, ocupação de terras, conflitos fundiários, escravidão no mundo rural, pecuária e agricultura.
As comunicações estão abertas a graduados e pós-graduados. Aos estudantes da graduação também está reser vada a opor tunidade para apresentação de pôsteres de iniciação científica. Os textos propostos para comunicações serão selecionados por uma banca avaliadora e os que forem aceitos serão publicados em Anais eletrônicos (CD-ROM) com ISBN.
A programação do evento inclui o lançamento da coleção História Social do Campesinato no Brasil, obra concebida pela Via Campesina que conta com o envolvimento conjunto de pesquisadores de várias partes do país e exterior e de diversos Movimentos Sociais do campo.

PROGRAMAÇÃO
19/11 (Quinta-feira)
18h - Credenciamento
19h - Lançamento da Coleção História Social do Campesinato Brasileiro
Campus Central da UFRGS

20/11 (Sexta-feira)
14h - Mesa 1 - Comunicações coordenadas
16:30h - Mesa 2 - Comunicações coordenadas
18:30h - Exposição de pôsteres
19:30h - Conferência O Canudinho de Lages (1897): federalistas e devotos de João Maria numa cidadela “santa” com o Prof. Dr. Paulo Pinheiro Machado, professor adjunto da
UFSC.
Sede da ANPUH-RS

21/11 (Sábado)
10h - Mesa 3 - Comunicações Coordenadas
14h - Mesa 4 - Comunicações Coordenadas
16:30h - Mesa 5 - Comunicações Coordenadas
Sede da ANPUH-RS

VALOR
R$10 Ouvintes
R$ 10 Pôster
R$15 Comunicadores
O depósito deverá ser feito no Banco do Brasil – Ag 1899-6 – Cc 25.419-3 em nome de Graciela Bonassa Garcia.

sábado, 17 de outubro de 2009

Professores participam de Curso da UPF Virtual


Nas próximas semanas os professores Ironita Machado, Ana Luiza Reckziegel, Adelar Heinsfeld e Gizele Zanotto estarão realizando atividades relativas ao curso Fundamentos da Educação a Distância, oferecido pela UPF Virtual, como primeiro módulo da Formação Docente em EaD promovido pela instituição.
Entre os objetivos do curso estão a capacitação docente nas discussões acerca do ensino à distância (temas conceituais, históricos, legais e pedagógicos) e a qualificação dos professores nas ferramentas de ensino e aprendizagem virtual, em especial do ambiente MOODLE.

Curso de História terá 50 vagas no próximo vestibular

O curso de História na UPF

O curso foi fundado no ano de 1970 e nessa trajetória constituiu um quadro docente qualificado, composto integralmente por mestres e doutores. Os professores aliam, a sua dedicação ao ensino, atividades de pesquisa nas quais agregam alunos na condição de bolsistas de Iniciação Científica (BIC), contando com financiamento da Fapergs, CNPq e da própria UPF. O currículo caracteriza-se pela articulação entre teoria e prática, contemplando o campo de atuação do profissional desde os primeiros níveis. Como suporte para o ensino e a pesquisa, a graduação conta com os Núcleos de Pesquisa, o Arquivo Histórico Regional e o Museu Histórico Regional. Outra característica é a implementação de atividades de extensão sob a forma de congressos nacionais e internacionais e a ampliação dos cenários didáticos por meio de viagens de estudos.

Ao término da graduação, o graduado tem a oportunidade de dar seqüência aos estudos e ingressar no Programa de Pós-Graduação em História em nível de mestrado, único curso stricto sensu do interior do Rio Grande do Sul.

Titulação: Licenciado em História
Duração: 3,5 anos – 7 semestres
Horário de funcionamento: noite
Onde o curso é oferecido: no Campus I, em Passo Fundo

VENHA FAZER HISTÓRIA!!!

Lançamento da revista HDT

Nesta quinta-feira uma confraternização de lançamento da Revista História Debates & Tendências reuniu professores, alunos e convidados e foi um sucesso, segundo os participantes. O dossiê temático desta edição é dedicado ao tema Maio de 1968: O Brasil e o Mundo e foi organizado pelo prof. Mário Maestri.

Revistas à venda junto ao PPGH.
Dossiê de lançamento R$ 10,00 e demais números a R$ 1,00.


Para ler os textos desta edição, clique na imagem abaixo:

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Dia do Professor


PPGH promove a defesa 142 de dissertação

O Programa de Pós-graduação em História (PPGH) da Universidade de Passo Fundo (UPF) promove a 142ª defesa de dissertação. No dia 16 de outubro, às 14h, a mestranda Elizete Gonçalves Marangon faz a defesa pública do seu trabalho intitulado “O vínculo empregatício na Justiça do trabalho de Passo Fundo: constitucionalização e história (1998-2008)”. A banca avaliadora será composta pelos professores Dr Orides Mezzaroba (UFSC), Dra Ana Luiza Setti Reckziegel (UPF) e Dra. Janaína Rigo Santin (UPF - orientadora).

Integrando os cursos
Um dos avaliadores, o professor Dr. Orides Mezzaroba, tem pós-doutorado na Universidade de Coimbra (Portugal). Ele é professor do Programa de Pós-Graduação em Direito da UFSC, e especialista em sistema político-partidário brasileiro. Objetivando promover a necessária integração entre a Pós-graduação e a graduação, o PPGH promove palestras com Mezzaroba para os cursos de História e Direito.

No dia 15 de outubro, às 19h30min, no Auditório da Faculdade de Odontologia, o professor profere a palestra "A evolução histórica do Partido Político no Brasil" para os alunos da graduação e da pós-graduação em História. No dia 16 de outubro, às 8h30min, no Auditório da Faculdade de Direito, será a vez dos alunos do curso de Direito assistirem a palestra "Fundamentos do Direito Partidário Eleitoral Brasileiro".

Fonte: Imprensa UPF

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

“Quem não se comunica se trumbica” - História e Comunicação

A espécie humana comunica-se por intermédio da linguagem; as formas e os instrumentos dessa linguagem viabilizam a identificação do indivíduo, do grupo e da sociedade no tempo, nas relações de poder, no espaço e nas fases de desenvolvimento.
Objetivando ilustrar e refletir este processo criativo, adaptativo e identificatório da existência humana através da linguagem, o Museu Histórico Regional oferece a comunidade a Exposição “Quem não se comunica se trumbica”, exemplificando o poder da comunicação, expondo acervo material, composto de instrumentos tecnológicos e sua evolução no tempo, e imaterial, as linguagens em si e seus comunicadores, busca demonstrar a evolução dos meios de comunicação dando ênfase à relação entre a comunicação e o desenvolvimento socioeconômico local e regional desde os tempos memoráveis dos tropeiros até a atualidade da cibernética.
A exposição está aberta à comunidade em geral, em especial, aos alunos e professores das escolas de Ensino Básico, oferecendo a oportunidade de conhecer e refletir vários processos históricos como, por exemplo, a modernização tecnológica, o crescimento da cidade, a evolução dos códigos lingüísticos simultaneamente ao desenvolvimento da humanidade, etc.

A exposição estará aberta à comunidade de 18 de setembro a 18 de outubro de 2009, de terça a sexta-feira das 9hs as 18hs, aos sábados e domingos das 14h as 18hs.


Tau Golin participa de estudos sobre a fronteira Brasil-Uruguai

Nesta semana o professor Tau Golin participa, juntamente com membros da Comissão Mista de Limites e Caracterização da Fronteira Brasil-Uruguai, de estudos de delimitação geodésica (GPS) na fronteira entre os dois países. Este estudo está vinculado as comemorações do Centenário do Tratado da Lagoa Mirim (1909).
Tendo amplo conhecimento do tema, sobre o qual já publicou a obra Fronteira, o prof. Tau foi convidado a integrar a equipe brasileira, liderada pelo Comisário do Itamaraty .

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

III Seminário de História Regional

III Seminário de História Regional
12 e 13 de novembro de 2009

Inscrições abertas pelo site do PPGH - http://www.ppgh.upf.br/ - nas modalidades de ouvinte e comunicadores.

PARTICIPE!!!



O evento faz parte das comemorações dos 10 anos do Programa de Pós-Graduação em História da UPF.