quarta-feira, 30 de setembro de 2009

“Quem não se comunica se trumbica”


MHR apresenta exposição sobre a comunicação em Passo Fundo


Exposição é aberta à visitação da comunidade regional
O Museu Histórico Regional (MHR) está apresentando a exposição “Quem não se comunica se trumbica”, que faz uma abordagem sobre a comunicação em Passo Fundo. O visitante encontrará objetos curiosos de alguns veículos de comunicação da cidade, entre outros equipamentos e fotografias.

O Museu Histórico Regional está localizado na Avenida Brasil Oeste, 758, centro de Passo Fundo.
Outras informações www.upf.br/mhr

Que venha o Cabra!!!




Na noite desta terça-feira foi realizada a segunda projeção do Ciclo de Cinema II. Agora é aguardar a próxima, que acontecerá no dia 28 de outubro, com a projeção do filme “Cabra Marcado para Morrer”, cujo debate será coordenado pelo prof. Paulo Zarth. Então, que venha o Cabra!!!

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Defesa de Dissertação

Título da Dissertação: Um posto de combate e uma tribuna de doutrina: O Partido Liberal e o Jornal "Estado do Rio Grande"

Mestrando: Ericson Flores

BANCA
Prof. Luciano Aronne (PUCRS)
Prof. Eduardo Munhoz Svartman (UPF)
Profa. Ana Luiza Setti Reckziegel (UPF - orientador)

Dia 01/10/2009 às 14 horas

Sala de Defesa do IFCH

Participe!!

É hoje!!!! Ciclo de Cinema no Auditório da FEAC!!!

O filme O que é isso, companheiro?, baseado na obra homônima do jornalista e político Fernando Gabeira (publicada em 1979), apresenta o enredo que envolve o seqüestro do embaixador estadunidense Charles Burke Elbrick, ocorrido em setembro de 1969, na cidade do Rio de Janeiro. Tal seqüestro fez parte da estratégia do grupo Dissidência Comunista da Guanabara – mais tarde autodenominado MR-8 -, auxiliado por membros da Aliança Libertadora Nacional (ALN), visando libertar presos políticos capturados e torturados pelos órgãos policiais da Ditadura Militar. Outro objetivo do grupo foi a divulgação dos crimes e arbitrariedades do governo militar por meio da leitura pública nos meios de comunicação de massa de um manifesto redigido pelos revolucionários como uma das reivindicações para a soltura do embaixador, libertado dias depois, em 07 de setembro de 1969.

A produção desta película se insere no processo de “retomada” do cinema nacional que, teve como grande característica as leis de incentivo fiscal que tornaram a produção derivada do investimento de empresas privadas, agora beneficiadas com os dispositivos legais. A partir de meados da década de 90, como resultado da estabilização monetária, houve um aquecimento no mercado cinematográfico do país. Um novo conjunto de filmes veio consolidar a idéia da diversidade como valor da produção fílmica nacional, incentivando a pluralidade temática dedicada a explorar os diferentes nichos do mercado de projeção. Sua narrativa é marcadamente melodramática, com destaque para dramas individuais. Questões sociais e políticas surgem como elementos secundários, não mais como questões-chave a serem discutidas nas narrativas. Neste sentido, há um afastamento da postura anterior, que defendia um cinema político engajado e a apresentação de projetos alternativos ao público. Tal “retomada” teve como alguns de seus marcos os filmes Carlota Joaquina, Princesa do Brazil (1995), O quatrilho (1995), O que é isso, companheiro? (1997), Central do Brasil (1998) e Cidade de Deus (2003) – quatro deles indicados ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

domingo, 27 de setembro de 2009

Ciclo de Cinema II - "O que é isso, companheiro?"





Título original: O Que É Isso, Companheiro?
ano de lançamento ( Brasil) : 1997
direção: Bruno Barreto
atores: Alan Arkin, Fernanda Torres, Pedro Cardoso, Luiz Fernando Guimarães, Cláudia Abreu, Nelson Dantas, Matheus Nachtergaele, Marco Ricca, Selton Mello, Caio Junqueira
duração: 01 hs 45 min
sinopse: Em 1964, um golpe militar derruba o governo democrático brasileiro e, após alguns anos de manifestações políticas, é promulgado em dezembro de 1968 o Ato Constitucional nº 5, que nada mais era que o golpe dentro do golpe, pois acabava com a liberdade de imprensa e os direitos civis. Neste período vários estudantes abraçam a luta armada, entrando na clandestinidade, e em 1969 militantes do MR-8 elaboram um plano para seqüestrar o embaixador dos Estados Unidos (Charles Burke Elbrick) para trocá-lo por prisioneiros políticos, que eram torturados nos porões da ditadura.

QUANDO: 29 de setembro
ONDE: Auditório da FEAC - Campus I da UPF
PARTICIPE!!!!

Egressos de História promovem reencontro!



Alunos da turma 2008/01
Egressos do curso de História da Universidade de Passo Fundo (UPF), graduados em 2008/01, realizam neste sábado, dia 26 de setembro, o primeiro encontro após a formatura. A maioria dos 24 profissionais formados na turma já confirmou presença no evento, que acontece a partir das 20h, no restaurante Moron Grill, no centro de Passo Fundo.

Além dos ex-alunos, participam igualmente os professores que ao longo dos oito semestres acompanharam a formação dos agora profissionais. De acordo com a coordenação do curso de História, essa é a primeira vez que alunos se encontram para comemorar o primeiro ano de formatura. A intenção dos organizadores é de que os encontros aconteçam anualmente, não só como forma de lazer, mas também de troca de experiências e informações sobre os rumos da história e da profissão de educador.

Fonte: http://www.upf.br/site/index.php?option=com_wrapper&Itemid=326