terça-feira, 10 de outubro de 2017

UPF lança Vestibular de Verão 2018

  • Por: Assessoria de Imprensa
Inscrições podem ser feitas pelo site vestibular.upf.br, de 11 de outubro a 13 de novembro. Prova acontece em 18 de novembro
Reconhecida como a maior Instituição de Ensino Superior do norte do estado, a Universidade de Passo Fundo lança o seu Vestibular de Verão 2018. O lançamento será dividido em dois momentos, um deles para funcionários da Universidade e, posteriormente, para imprensa e convidados.
O lançamento do Vestibular para funcionários será nesta terça-feira, dia 10 de outubro, na Associação dos Funcionários da FUPF, em dois horários, com recepção às 8h45min e início às 9h; e à tarde, com recepção às 13h45min e início às 14h. Mais uma vez, o lançamento do Vestibular de Verão 2018 acontecerá antes do lançamento oficial da campanha, priorizando e valorizando os nossos funcionários, professores e estagiários. A campanha do Vestibular será apresentada pela equipe do NEXPP em um momento de integração, com a participação da Reitoria da UPF.
Além dessa atividade, haverá o lançamento oficial do Vestibular para o público externo em um café da manhã que acontece na quarta-feira, dia 11 de outubro, às 8h, na Associação dos Professores da FUPF. Participam do evento a imprensa de Passo Fundo e região; diretores de unidade e de campus da UPF; diretores, coordenadores pedagógicos, representantes de cursinhos pré-vestibulares; representantes do DCE, da 7ª CRE e da Secretaria Municipal de Educação de Passo Fundo.
Vestibular
A inscrição deve ser feita via internet, pelo site vestibular.upf.br, de 11 de outubro a 13 de novembro. São oferecidas 58 opções de cursos na UPF em Passo Fundo e cursos nos campi Carazinho, Casca, Lagoa Vermelha, Sarandi e Soledade. A prova acontece no dia 18 de novembro.

sábado, 7 de outubro de 2017

I SEMINÁRIO DE EXTENSÃO DO IFCH


O Seminário visa discutir, repensar e avaliar os Programas e Projetos de Extensão do IFCH, para 2018. 
Data: 11/10/2017 
Horário: 13:30 às 18:30 
Local: Auditório IFCH sala 120 
Evento gratuito
Inscrições em https://secure.upf.br/eventos/eventos/260


PROGRAMA
13.30 - Abertura
1. Paifam - Programa de acolhimento interinstitucional às famílias - Coordenadora: Maristela Piva, Profa. Suraia Ambrós
2. Centro de Cultura, Memória e Patrimônio/ Programa Ensino e Inovação - Coordenadora: Luciane Sturm
3. Programa Cultura e Patrimônio/Momento Patrimônio ? Programa televisivo e radiofônico - Coordenadora: Gizele Zanotto
4. Grupos de Estudo na Universidade ? Carina Tonieto, Luciane Sturm, Marcos Gehardt, Gisele Benck, Marlete Diedrich
5. Produção Textual ? Escrita Criativa. Coordenador: Coordenadora: Elisane Cayser
6. Literatura e Diálogo. Coordenador: Coordenadora: Ivânia Campigoto
7. Bookcrossing ? Coordenador: Coordenadora: Luciane Sturm
8. Bando e Bandinho de Letras ? Coordenador: Eládio Weshenfelder
9. Cegos Leitores Ouvintes: Leitura na Apace ? Coordenador: Hercílio Quevedo
10. Super`Ação: Secretariado Vai À Escola ? Coordenadora: Josete A. Stocco
11. Clínica de Estudos, Prevenção, Intervenção e Acompanhamento à Violência ? CEPAVI ? Coordenadora: Ciomara Benincá
12. Inserção Produtiva e Trabalho Decente: formação de multiplicadores em economia solidária no município de Passo Fundo/RS - Coordenador: Ivan Penteado Dourado
13. Cenários em Saúde da Família: Problematizando Saberes e Práticas - Coordenador: Vinicius Rauber e Souza
14. Intervenções Psicossociais com Famílias Coordenadora: Silvana Terezinha Baumkarten
15. Educação Financeira, Endividamento e Gestão das Finanças Pessoais - Coordenador: Ginez Leopoldo R. de Campos
16. Mundo da leitura, modos de ler o contexto das escolas municipais. Coordenadora: Tania Rosing

sábado, 30 de setembro de 2017

1939: Polônia é dividida entre União Soviética e Alemanha


Nesse mesmo dia, soviéticos assinaram Tratado de Assistência Mútua com a Estônia, dando ao Exército Vermelho direito de ocupar suas bases aéreas e navais
Em 29 de setembro de 1939, com a Segunda Guerra Mundial já em pleno desenvolvimento em face da invasão da Polônia pelo exército de Hitler em 1º de setembro, a Alemanha e a União Soviética concordam em dividir o controle da Polônia ocupada aproximadamente ao logo do rio Bug, com os alemães controlando a área ocidental e os soviéticos a parte oriental do país.
Como decorrência do Pacto Ribbentrop-Molotov, que criou um tratado de não-agressão entre as duas grandes potências militares, Joachim von Ribbentrop, o ministro germânico das Relações Exteriores encontrou-se com o seu colega soviético, Vlatislav Molotov, para assinar o Tratado de Fronteira e de Amizade Germano-soviético.  Os aspectos específicos e pouco detalhados do pacto original de não-agressão haviam garantido à União Soviética apenas faixas da Polônia oriental. Agora, diante da agressão nazista a este país, os soviéticos passaram a exigir uma extensão maior, com o que as partes desenharam no mapa, sem maiores debates, a nova linha demarcatória.

Comentou-se à época que teria sido o próprio chefe da nação soviética, Joseph Stalin, quem desenhou pessoalmente a linha que dividiu a Polônia em dois. Originalmente desenhada conforme o curso do rio Vístula que corre a oeste de Varsóvia, ele acabou concordando em recuar a linha divisória para leste da Capital e da importante cidade de Lublin, cedendo à Alemanha o controle da maior parte da área mais industrializada e povoada da Polônia.
Wikicommons
 
Em contrapartida, Stalin exigiu o controle de Lvov e seus ricos poços de petróleo, bem como a Lituânia, que se estende ao norte de Prússia Oriental. A Alemanha teria então 22 milhões de poloneses “escravos do Grande Império Germânico” a sua disposição. A União Soviética passaria a contar com uma zona tampão necessária para a sua defesa como efetivamente se mostrou quando a Alemanha nazista investiu contra a União Soviética menos de dois anos depois.

Nesse mesmo dia, a União Soviética assinou também um Tratado de Assistência Mútua com a Estônia, nação báltica, dando ao Exército Vermelho o direito de ocupar suas bases aéreas e navais. Um tratado similar seria firmado mais tarde com a Letônia, outro país báltico. Com o aguçamento das tensões bélicas entre a Alemanha e a União Soviética, os blindados soviéticos viriam a cruzar as fronteiras, em nome da assistência mútua, colocando os três países bálticos sob o controle soviético.

Esses tratados eram uma vez mais resultado das questões pouco discutidas mas que constavam do pacto original Ribbentrop-Molotov, propiciando a Stalin o controle de mais zonas-tampões com o fim de proteger o território soviético, especialmente em áreas em que a ideologia bolchevique não havia penetrado a fundo e onde mais facilmente os países ocidentais e notadamente o seu parceiro de não-agressão, a Alemanha, poderiam penetrar.
Fonte: Opera Mundi

terça-feira, 26 de setembro de 2017

9a. Copa Simón Bolívar de Futebol Libertador da América





Regulamento e Orientações

            O objetivo expresso da Copa Simon Bolívar de Futebol Libertador da América é a confraternização e integração dos estudantes do Curso de História da Universidade de Passo Fundo e de outros cursos de História, tanto em nível de graduação quanto de pós-graduação, bem como professores dos respectivos cursos e formados em História nestas instituições ou em outras.
            Embora a atividade transcorra sob a forma de partidas desportivas, não é seu intento fomentar a competição ou a rivalidade dentro do mesmo curso ou entre cursos diversos. Antes sim, aproximar os corpos discentes e docentes a fim de otimizar sua convivência ao longo dos anos de formação acadêmica.

Da data e local

            A competição realizar-se-á 11 de novembro de 2017, a partir das 14 (catorze) horas da tarde nas dependências da Associação dos Professores da UPF (APROFUPF).

Da inscrição e da composição das equipes

Estão habilitados a inscrição como atletas quaisquer alunos/egressos do curso de História das universidades participantes em nível de graduação ou pós-graduação e quaisquer professores dos mesmos, bem como formados em história nestas ou em outras instituições que com as mesmas mantenham alguma espécie de vínculo.

· É facultada a cada equipe inscrever até três atletas que sejam estudantes universitários ou professores das instituições envolvidas na organização, conforme a tabela abaixo.


Atletas inscritos

Mínimo de atletas ligados ao curso de História (estudantes, professores ou egressos)


Atletas inscritos
Mínimo de atletas ligados ao curso de História (estudantes, professores ou egressos)
10
7
9
7
8
6
7
6

· As equipes devem contar com um mínimo de 7 (sete) atletas e um máximo e 10 (dez) atletas, desde que respeitada a proporcionalidade e alunos e professores vinculados aos cursos de História da IES participantes, conforme tabela acima.


· A participação tanto como atleta é condicionada ao pagamento prévio da taxa de inscrição de R$ 30,00 (trinta reais) por participante - o pagamento deve ser realizado na Coordenação do Curso de História, com Rosieli ou Gizele. O não pagamento da taxa de todos os atletas de uma equipe até a data do sorteio das partidas implica o indeferimento de sua inscrição por não cumprimento das regras aqui estipuladas. 


· O valor é fixo para todos e custeará medalhas, equipamentos e bebidas dos atletas – o open bar dos atletas (água e cerveja) só será mantido até o fim do estoque de bebidas adquirido com a verba de inscrição, ficando posteriormente facultado aos interessados adquirir bebidas que serão comercializadas no local! Solicitamos que cada atleta traga seu copo/caneca evitando gastos e produção de lixo!


· Alimentos serão comercializados por acadêmicos para arrecadar verbas para sua colação de grau.


· A data limite das inscrições de atleta é o dia 06 de novembro, até às 22 horas.


· A comissão organizadora se dá ao direito de solicitar, julgando necessário, comprovante de vínculo de estudante ou formação em História.


· Atos de violência (física ou verbal), racismo, homofobia, xenofobia, sexismo ou qualquer outra forma de preconceito desclassificam a equipe.




Do sorteio dos jogos

      O número de partidas e a tabela de jogos serão definidos de acordo com o número de equipes inscritas. O sorteio das partidas realizar-se-á no dia 08 de novembro, as 21 h nas dependências da Universidade de Passo Fundo (UPF), em sessão pública na Coordenação do Curso de História. Recomenda-se que cada equipe envie um representante para acompanhar o mesmo. Logo depois publicaremos no blog a tabela de jogos.

Do acesso a torcedores

Nesta edição a participação de torcedores não está condicionada à inscrição. Quaisquer interessados podem acompanhar a Copa. A comercialização de bebidas e lanches será realizada pelos acadêmicos que auxiliam a organização do evento. Solicitamos que cada atleta traga seu copo/caneca evitando gastos e produção de lixo!

Arbitragem: a confirmar (profissional)


Contatos e informações: 

Gizele Zanotto (UPF), Murilo Fernandes (UPF)


sábado, 16 de setembro de 2017

Seleção de Voluntários - AHR


O Arquivo Histórico Regional (AHR), laboratório vinculado ao Programa de Pós-Graduação em História da UPF, abre vagas para voluntários visando a iniciação dos graduandos da UPF  em atividades de gestão e organização de arquivos.  As atividades compreenderão aspectos teóricos e práticos envolvendo a conservação do acervo documental e bibliográfico, o que implicará no treinamento dos voluntários em técnicas de conservação, higienização e digitalização do acervo. O acompanhamento e avaliação dos estagiários, e estagiárias, será feito pela coordenação do AHR em conjunto com os funcionários. 

Público alvo

Graduandos do Curso de História e cursos afins da  Universidade de Passo Fundo que tenham conhecimentos básicos de informática. Máximo de voluntários no período: 5.

Exigências

Ser acadêmico da UPF e realização de trabalhos em um turno semanal (escolhido pelo pretendente e equipe AHR), por dois meses ininterruptos. 

Certificação

Os voluntários que cumprirem o período proposto receberão certificação emitida pela Coordenação do AHR, totalizando 30 horas de atividades teórico-práticas. 
ATENÇÃO: Havendo interrupção das atividades não será emitido certificado parcial!

Inscrição

Os pretendentes devem enviar os documentos e informações abaixo relacionadas ao email ahr@upf.br até o dia 29 de setembro.

  • Histórico do Boletim Acadêmico
  • Currículo 
  • Endereço completo
  • Contatos: fone e email
  • Justificativa de interesse em participar como voluntário (carta de intenções)
  • Indicação do turno preferencial para realização das atividades voluntárias (matutino ou vespertino)
Cronograma

Até 29 de setembro - envio dos documentos e informações ao email AHR
Até 03 de outubro - entrevista com candidatos e seleção dos voluntários na Coordenação de História
A partir de 09 de outubro - início das atividades 
Até 09 de dezembro - fim das atividades
Até 20 de dezembro - emissão de certificação pela coordenação do AHR

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Resultado da seleção para estagiário no AHR

Prezados colegas,
após a entrevista com cada candidato ficou definida a seguinte ordem de classificação:

SELECIONADO 
Alex Lourençato

SUPLENTES (caso haja desistência da vaga)
João Vitor da Costa Benedetti
Vítor Mateus Viebrantz

Agradecemos a todos os inscritos!
Att. Gizele Zanotto
Coord. AHR

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Alunos de História realizam Módulo II da Oficina de Pesquisa e Ensino de História




Nesta terça-feira, 12 de setembro, alunos do curso de História - finalistas do curso - participaram do Módulo II da Oficina de Pesquisa e Ensino de História, desta vez dedicada ao tema Interpretação, síntese e escrita histórica, atividade ministrada pela professora Marlete Dietrich (PPGL-UPF).

Destinada aos graduandos do Curso de Graduação em História, a Oficina de Pesquisa e
Ensino de História é constituída de 4 módulos que agrupam grandes temas, divididos em nestes encontros: informática, historiografia, metodologia da pesquisa e do ensino de história, e escrita historiográfica. Esta oficina apresenta as atividades de forma clara, buscando fazer ligações entre os conhecimentos dos alunos e visa dialogar com as diversas disciplinas em curso, transversalisando numa perspectiva de formação integral e global. Desenvolver-se-á pela metodologia de interpretação, síntese e escrita histórica, bem como atualização de temáticas de gênero, etnicidade, imigrações/migrações, religiosidade, meio ambiente, cotidiano, política, entre outros, sob atividades diversificadas e experimentais etc.

A atividade está sob coordenação da professora Ironita Machado e ainda prevê dois módulos: Historiografia e Metodologia de pesquisa e do ensino de história e Historiografia e Metodologia de pesquisa e do ensino de história: temas transversais.

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Turma do IV nível do Curso de História visitou Teatro Múcio de Castro e Instituto Histórico de Passo Fundo



Na noite de 1 de setembro de 2017, uma turma de estudantes do Curso de Graduação em História da UPF participou do lançamento do documentário "Mãos que desenham a cidade", no Teatro Municipal Múcio de Castro, um dos dez episódios produzidos pelo programa Momento Patrimônio, coordenado pela profa. Ironita Machado, em comemoração aos 160 anos do município de Passo Fundo. Logo depois, a turma ouviu os comentários do historiador Fernando Miranda e visitou a sede do Instituto Histórico de Passo Fundo (IHPF), sob a orientação do mestrando Djiovan Carvalho.

Estas atividades educativas fazem parte da programação da disciplina Prática e Estágio I de Arquivos e Museus. A turma visitou, semanas antes, o Museu Zoobotânico Augusto Ruschi (MUZAR) e visitará, a seguir, o Museu de Artes Virtuais Ruth Schneider, o Museu Histórico Regional e o Arquivo Histórico Regional. Neste último, fará pesquisa documental durante alguns turnos.